Casinos online: forma de lazer exclusivamente masculina?

Sugestoes 1946 visitas Comentar

O fenómeno dos casinos online tem vindo a proliferar nos últimos anos. Novas plataformas de jogo, com elevados padrões de segurança e fiabilidade, tornam-se acessíveis a qualquer pessoa com acesso à internet, através de um computador ou até mesmo de um smartphone. O netbet.com é um exemplo desta nova tendência, que permite aos jogadores de ocasião apostar e ganhar interessantes prémios.

Contudo, será caso para perguntar: será este um passatempo legítimo para a mulher moderna? Afinal, a ideia clássica do jogador está mais centrada nos homens, ainda que hoje em dia não seja de forma alguma estranho ver mulheres nas máquinas e nas mesas dos casinos. Contudo, até que ponto é que a reprodução virtual desta forma de lazer é atrativa para as mulheres?

O casino online é para as mulheres, também

O hábito de passar longas horas em frente a um computador é, tradicionalmente, masculino. Inicialmente, eram os rapazes que tendiam a jogar computador por períodos prolongados, e da mesma forma as profissões ligadas aos computadores estavam mais associadas aos homens, como técnico de informática ou engenheiro informático.

Mas tudo isso tem vindo, pouco a pouco, a mudar. Por um lado, já não é impossível encontrar mulheres neste tipo de profissões – ainda que, habitualmente, as mulheres prefiram outro tipo de atividades ligadas a computadores, nomeadamente o design gráfico. Por outro lado, também já não é impossível que as meninas vejam os jogos de computador como passatempo.

Não é que as meninas tenham passado a ser fãs de jogar Grand Theft Auto e outros jogos de violência, ou outros que reconhecidamente fazem com que os jogadores passem horas infinitas ao computador. O que se passa é que elas, como em todas as outras áreas da vida em sociedade, passaram a assumir também os jogos de computador como um passatempo legítimo para elas. Não necessariamente para passar lá o dia inteiro, mas como mais uma simples forma de diversão.

O mesmo acontece com os jogos de casino, que não são exatamente jogos de computador porque os prémios são bem reais. Neste caso, o facto de as mulheres “resistirem” a passarem demasiado tempo em frente ao ecrã pode até ajudá-las a controlar as suas emoções e os seus excessos, no sentido de adotarem uma atitude responsável face ao jogo. Acima de tudo, seria de lamentar que as mulheres deixassem de se divertir e de ganhar um ocasional prémio, atribuído pela sorte, através do jogo online, apenas devido à ideia ultrapassada de que o casino não é para elas.

Casinos online: forma de lazer exclusivamente masculina?
4.2 (84.71%) 17 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *