Conhece o ABC do Vinho?

Receitas 104 visitas Comentar

A

Acidez | Característica indispensável para o equilíbrio dos vinhos, contribuindo para o seu sabor, frescura e capacidade de conservação em garrafa

B

Barrica | Barril (normalmente de carvalho) onde o vinho é afinado e envelhecido

C

Chardonnay | Uma das mais famosas castas de vinho branco do mundo, originária de França

D

D.O.C. | Denominação de Origem Controlada. São sempre vinhos de qualidade superior e pretende-se que representem a tipicidade de cada região, pois normalmente obrigam à utilização de castas típicas da região de onde provêm. Antes de entrarem no mercado têm de ser provados e certificados por um painel de provadores oficiais numa prova cega que atesta a sua qualidade. Caso não passem nessa prova, não podem ser comercializados com D.O.C.

E

Exuberante | Expressão normalmente usada para descrever um vinho jovem e intenso de aromas e sabores.

F

Fácil | Diz-se do vinho agradável, mas simples, sem complexidade.
Fim de boca | Sensação final que o vinho deixa na boca. Um grande vinho tem sempre um longo final, persistente. Os vinhos menos ambiciosos têm normalmente um final mais curto.
Frutado | Vinho com aromas de fruta, por exemplo frutos citrinos (laranja, limão) ou tropicais (manga, ananás) no caso dos vinhos brancos, ou ainda os frutos silvestres (amoras, framboesas), no caso dos tintos.

G

Granito | Solos ricos em granito, como os da região do Dão, originam muitas vezes vinhos com aromas minerais.

H

Hectare | Unidade de medida, aplicada igualmente às áreas de vinha.

I

IG | Indicação Geográfica: Pode ser usada a designação IG (por exemplo IG Beira Atlântico) ou Regional (por exemplo, Regional Alentejano). São vinhos de qualidade superior, tal como os DOC, mas sujeitos a regras menos apertadas, sendo possível, por exemplo, a utilização de inúmeras variedades de uva para os fazer, incluindo estrangeiras. Têm igualmente de passar por um painel de provadores.

Conhece o ABC do Vinho?

J

Jovem | Vinho geralmente frutado, fresco, muitas vezes indicado para beber enquanto jovem. Mas a designação também se aplica ao vinho recém-produzido, que pode envelhecer com nobreza.

L

Leve | Vinho ligeiro, que se caracteriza pelo seu baixo teor alcoólico e pouco corpo.
Limpidez | Qualidade transversal a quase todos os vinhos que consiste num aspeto límpido e cristalino do vinho.

M

Macio | Vinho suave, com poucos taninos, que produz na boca sensações de macieza.

N

Novo | Vinho produzido no ano actual ou com, no máximo, um ano de colheita.

O

Oxidado | Vinho que sofreu oxidação, por contato com o ar, resultando defeituoso.

P

Pesado | Vinho encorpado mas sem fineza, com pouca acidez.

Q

Quente | A sensação de calor causada pelo elevado grau de álcool de um vinho.

R

Redondo | Vinho com bom balanço, envolvente, suave. Equilibrado, que mostra harmonia entre todas as suas componentes.
Refrescante | Com acidez agradável, proporcionando na boca uma sensação de frescura.

S

Sedoso | Semelhante a aveludado.

T

Tanino | Componente própria da uva que dá uma certa aspereza aos vinhos. O tanino é importante para o bom envelhecimento do vinho.

U

Untuoso | Vinho sedoso, cremoso, denso.

V

Vintage | A designação genérica corresponde à data de colheita. Aplicada ao vinho do Porto, indica um vinho feito com uvas de um determinado ano, normalmente um ano excepcional. Obrigatoriamente engarrafado dois anos após a vindima.

 

Conhece o ABC do Vinho?
Vote neste artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *